sábado, 28 de janeiro de 2012

Uma Igreja que cresce

A liderança da Igreja nutre sempre o desejo de ver a igreja em pleno desenvolvimento. Em qualquer lugar do mundo o cristão tem um anseio de crescimento da Igreja de Cristo. Todas as igrejas que crescem apresentam marcas semelhantes. Não importa a cultura ou o país, estas marcas estão presentes. Vamos chamar de qualidade nas igrejas que crescem.
Liderança (Credencial e Caráter).  As Credenciais são transitórias – olha para as realizações passadas – provoca inveja. O Caráter é Permanente – agrega valores a muitas pessoas – constrói herança para o futuro – gera respeito e integridade.
Operando nos Dons - É importante descobrirmos qual o nosso dom. Recebemos dons naturais, que são as nossas habilidades; Recebemos Dons Espirituais; Recebemos Dons Ministeriais. Quando descobrimos qual é nosso dom trabalhamos sem pressão, produzimos mais, nos cansamos menos e não colidimos e/ou disputamos espaço no reino de Deus.  O ministério orientado pelos dons possibilita a igreja a fluir no crescimento com Deus.
Fé Contagiante - Este é um ponto importante, pois, a igreja que consegue inspirar de forma positiva uma pessoa, consegue trazer outras a Si. Não significa uma igreja com liturgias efusivas, mas, sim, uma igreja que inspira as pessoas a viver uma vida cristã. A Espiritualidade Contagiante é você ver em outros, atitudes e não retórica. John Wesley viajou da Inglaterra para os USA em um navio e observou durante sua viagem as atitudes dos irmãos Moravianos e ficou impressionado. Quando voltou para casa ele disse: “Fui a America para salvar os Índios, e quem foi salvo fui eu”.
Estruturas que Funcionam - Nossa igreja é composta de uma estrutura sólida. O que seria as estruturas em nossas igrejas? Presbíteros, Assessorias, Diáconia, Ministérios de Louvor, Escola Bíblica Dominical. Quando as estruturas funcionam colaboram para o crescimento da Igreja.
Cultos que Insiram - Um culto Inspirador começa na Segunda-feira. Tem a participação da Zeladora, Equipe de recepcionista. Conta com a sabedoria e discrição do dirigente (ele não é estrela). O culto Inspirador conta com a prudência de quem usa o microfone. A Reverência dos Músicos, A Unção do Pregador, E o Cumprimento do Fim do Culto. O Culto Inspirador é aquele que deixa saudades quando termina, deixa ansioso o coração para o próximo.
Pequenos Grupos - Uma grande comunidade precisa deste ministério. É impossível o Pastor e os auxiliares dar a atenção necessária a cada membro. A comunhão pode perfeitamente ser praticada nos pequenos grupos. Grupos com afinidades, com amizades favorecem o companheirismo e a prática do amor ágape.
Evangelizando com vistas nas necessidades - Quando sabemos o que um determinado grupo, ou pessoa, está precisando fica mais fácil atingir seu coração. Palavras podem ser meras retóricas, atitudes são verdadeiros abraços. Qual é a real necessidade da pessoa? Está pergunta pode ser feita em nossas ações evangelizadora.
O Mais Importante é o Amor - Sentimo-nos bem onde somos amados e valorizados. O Amor fraternal é a credencial do verdadeiro discípulo de Jesus. Ele disse: “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros”, Jo 13:35.
Se almejarmos uma grande igreja, que tenha nela acrescentados todos os dias novas pessoas precisamos fortalecer estas marcas de qualidades em nossas igrejas.






sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Em todo Tempo eu Louvarei...

Em tempos de guerras, o que queremos é a Paz.

Em tempos de escassez o que queremos é prosperidade.
Em tempos de baixas temperaturas o que queremos e estar aquecidos.
Em tempos de altas temperaturas o que queremos é refrigério.
Em tempo de agitação o que queremos é a calmaria....
Mas, em todos estes tempos, nós precisamos da graça divina.
Pois, a graça é suficiente em todos os tempos de nossas vidas.