quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Crescimento Quantitativo da Igreja


A liderança Eclesiástica, nos últimos séculos tem sido desafiada a levar a Igreja de Cristo a conquistas de um crescimento numérico e qualitativo. Não são poucos os simpósios, conferências, e seminários sobre o crescimento de igrejas. Muitos artigos, livros, têm sido publicados para poder de alguma forma provocar o crescimento da igreja. E um Crescimento Quantitativo pode trazer um desconforto para a comunidade Cristã. O desconforto surge por causa da falta de um discipulado realmente voltado para Palavra de Deus e em contrapartida a parcela de contribuição em obediência a este discipulado. Somos chamados a buscar as pessoas e a nos importar com elas. Jesus disse: “Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16:15), dando aos discípulos a incumbência de evangelizar o mundo. Contrário a todas estas afirmações pelo Próprio Senhor Jesus, identificamos um mover apenas sendo realizado em forma de negociação, ou seja, o individuo antes de publicar a sua fé aguarda receber algo. Isso tudo faz com que a igreja enfrente dificuldades no cumprimento destes mandamentos. A Sustentabilidade de um Crescimento Quantitativo Usando Ferramentas Qualitativas pode ser possível desde que lideres religiosos volte se totalmente para a instrução da Palavra de Deus, e faz dela a fonte de total inspiração, especificamente aqui levanto como exemplo a evangelização como pratica primordial da Igreja e do Crescimento Quantitativo

Nenhum comentário:

Postar um comentário