quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

E O Homem é ...

Davi, o Rei de Israel, e salmista, no Salmo oito levanta uma questão: “O que é o homem?” esta pergunta parece ser fácil, mas, é complexa e difícil responde-la. Há milênios a humanidade busca respostas a está pergunta, e com o passar do tempo e da evolução parecia que teríamos uma resposta clara e objetiva, na verdade não é o que parece. O que constatamos é que quanto mais o tempo passa mais dúvidas surgem e mais respostas são apresentadas. “Costuma-se atribuir á palavra homem duas origens. A primeira do grego ânthropos - que significa rosto de varão -, por oposição à palavra homem enquanto o indivíduo masculino, da espécie humana, e quer dizer: que tem valor, virtude e qualidade. Nessa concepção, homem distinguiu-se dos demais seres. A segunda, do latin humus, que significa terra”. Estas são duas das varias visões que podemos ter do homem, ou seja, para se analisar, ou estudar o homem.  Para analisar ou estudar o homem, é necessário observa-lo de várias maneiras. Como ser psicológico vemos o homem como ser individual com personalidade própria e/ou Homem como conjunto de todas as sociedades e civilizações desde os tempos mais primitivos até aos nossos dias – nasce, cresce, vive e morre como todos os outros seres vivos animais. Como animal que também é pertencente à classe dos mamíferos, a espécie humana diferenciou-se dos outros animais devido a um maior crescimento natural do seu cérebro e a um desenvolvimento da fala que permitiu a criação de ideias, tornando-se o ser por excelência do planeta Terra. Já na filosofia é uma definição sumária, pode-se afirmar que, para Aristóteles, o homem é um animal político na medida em que se realiza plenamente no âmbito da pólis (cidade). Segundo Aristóteles, a “cidade ou a sociedade política” é o “bem mais elevado” e por isso os homens se associam em células, da família ao pequeno burgo, e a reunião desses agrupamentos resulta na cidade e no Estado. Já no campo da Teologia de acordo com Barth, portanto, o homem nada pode saber e dizer a respeito de Deus por si mesmo. A pessoa que pretende falar de Deus a partir de seus sentimentos e raciocínio estaria na verdade falando de um ídolo. O verdadeiro Deus é Totalmente Outro em relação ao ser humano – em tudo o que ele pensa, sente, deseja, elabora e compreende. Mas de acordo com o Salmista o homem é uma criatura divina, com características especiais e capacidades de governo e gestão eficiente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário