segunda-feira, 4 de abril de 2011

O CARDÃO DOS PUXA-SACO CADA FEZ AUMENTA MAIS...


Um dia destes me deparei com um tema que mexeu com minhas estruturas. Tenho opinião formada, discuto idéias, respeito opiniões, tenho lado político. Uma coisa que acho que os seres humanos tem e que faz de nós especiais é o senso critico e a capacidade de discordar e concordar, elogiar e fazer críticas. Pois, bem, acho que elogiar as virtudes e as qualidades que das pessoas possuem é uma atitude de nobreza. Mas, existem aqueles que acham que elogios e uma atitude de puxa-saco!  A expressão puxa-saco começou a ser usada na gíria militar. Os oficiais não colocavam suas roupas em malas, mas em sacos durante as viagens. Mas quem carregava obedientemente, a bagagem para cima e para baixo eram os soldados. Puxar esses sacos virou sinônimo de subserviência. E o puxa-saco passou a definir todos que bajulavam superiores ou qualquer outra pessoa. Prefiro os que me criticam porque me corrigem aos que me elogiam porque me corrompem. (Santo Agostinho). Os aduladores são como as plantas parasitas que abraçam o tronco e ramos de uma árvore para melhor a aproveitar e consumir. (Marquês de Maricá). Um adulador parece-se com um amigo, como um lobo se parece com um cão. Cuida, pois, em não admitir inadvertidamente, na tua casa, lobos famintos em vez de cães de guarda. (Epicteto).
A honestidade na lida diária foi ensinada pelo Mestre e Todos, Jesus criticou Herodes, elogiou Natanael, Confrontou Nicodemos, Advertiu a mulher Samaritana. Paulo elogiou, criticou, confrontou, por que tinha opinião formada.

Um comentário:

  1. Muito bom, Pr. é bem verdade é necessário que tenhamos uma postura e uma opinião formada, em relação esse assunto. E o que Dizer de Paulo, ele simplesmente marcou nossa histrória dando um exemplo de atitudes virtuosas!

    ResponderExcluir